Home / Corpo-Humano / PUBALGIA: Sabes o que é? Como a podes prevenir e Tratar?

PUBALGIA: Sabes o que é? Como a podes prevenir e Tratar?

A pubalgia ou osteopatia da púbis consiste na inflamação dos músculos adutores. Engloba diferentes afeções – como a osteo-artropatia pubiana, a tendinite dos adutores (dor dos músculos da parte interna da perna) e a patologia parieto-abdominal (dor nos músculos abdominais).

Existem diferentes tipos de pubalgia:

  • Pubalgia do desportista: é uma tendinite dos múltiplos músculos abdominais que se inserem na rama iliopubiana. Esta inflamação é devido a uma solicitação repetida e traumática de um dos tendões afetados. Por exemplo, os músculos adutores nos futebolistas.
  • Osteite pubiana: inflamação não infeciosa da sínfise púbica.
  • Fratura da rama iliopubiana: atrite da púbis por um choque ou microtraumatismo de repetição

Prevenção:

Os futebolistas e os corredores são os mais expostos, apesar de todos os desportistas poderem sofrer de pubalgia. A prevenção é essencial, uma vez que permite diminuir consideravelmente as consequências desta dor e das dores abdominais associadas.

Um trabalho muscular insuficiente dos abdominais oblíquos é uma das causas principais da pubalgia, assim como um treino mal organizado, sobretudo pela sua forte intensidade. Uma sessão de aquecimento antes do esforço físico e de alongamentos depois é uma maneira de prevenir. Outras causas são o encurtamento dos músculos adutores, a alteração da postura, uma sobrecarga muscular, treinos em terrenos irregulares e traumatismos.

Os sintomas a ter em conta para procurar o médico são dor nos músculos adutores, zona do joelho e músculos abdominais, diminuição da força dos adutores e alteração da estática corporal. É importante poder prevenir o aparecimento da pubalgia equilibrando o corpo, sobretudo em futebolistas e corredores. Para isso, é necessário verificar se existe uma perna mais curta que a outra e se é necessário ou não o uso de palmilhas,
equilibrar as forças musculares com alongamentos específicos, lutar contra a hiperlor dose lombar caso exista, aperfeiçoar gestos técnicos e fazer treinos progressivos corretos

Tratamento e exercícios para a prevenir:

Face a uma pubalgia, o mais importante num primeiro momento é o repouso (fase aguda). Depois desta fase podemos começar o tratamento osteopático acompanhado de fisioterapia antiálgica (ultrassons, alongamento e reforço muscular). O principal objetivo do osteopata é recuperar a funcionalidade global do paciente, atendendo a anatomia e fisiologia, e aplicando técnicas concretas para a sua correção.

Deve-se prestar mais atenção a uma possível dismetria dos membros inferiores através do podologista e colocando palmi-lhas se for necessário; isto permitirá obter um equilíbrio pélvico adequado. Também será essencial para o tratamento a normalização da zona lombar e pélvis.

ref: Revista Sport Life

Conheça a Nossa Revista Desporto&Esport
A versão total são 200 páginas, 100% conteúdo e sem publicidade

ou

x

Check Also

Super treino para o corpo perfeito em duas semanas – usar só em caso de emergência

Facebook Twitter LinkedIn Reddit WhatsAppA ciência ainda não é capaz de operar ...