Home / BTT / e-Bikes: As bicicletas eletricas vieram para ficar! Saiba o que são e como funcionam!

e-Bikes: As bicicletas eletricas vieram para ficar! Saiba o que são e como funcionam!

A mecânica da bicicleta  rege as suas possibilidades e o mercado está, cada vez mais, a colocar sua disposição um maior número de oportunidades de rolar pela montanha desfrutando da bicicleta de maneiras distintas e com velocidades diferentes.

O uso das bicicletas de pedalada assistida (e-bikes) não tem por que ser unicamente associado aos atletas ou praticantes que não querem ter grandes esforços em cima da bike. Pelo contrario, supõem uma oportunidade para ampliar a quilometragem em cada rota e, em simultâneo, de retomar ao ciclismo de montanha quem não pôde continuar por problemas físicos, de idade, etc. Excelente também para os viciados em adrenalina

Devemos ter presente a definição exata do que é uma eMTB ou Pedelec:

• Um motor que assista a pedalada, ou seja, que ofereça potência unicamente quando estejamos a pedalar. Isso significa que no momento em que paramos de pedalar, deixará de nos assistir.

• A potência máxima não pode ultrapassar os 250 W.

• A velocidade máxima de assistência do motor é de 25 km/h. Isto quer dizer que qualquer montagem que não cumpra estas três premissas não poderá ser considerada uma e-Bike, mas sim uma moto e, portanto, deve ser matriculada e ter seguro. Além disso, existem kits para eliminar as limitações dos motores Pedelec, o que significa que se circulará de forma ilegal.

Abaixamos deixamos uma demonstração de uma das marcas de bicicletas eléctricas mais conhecidas (sem intensão de publicidade às mesmas):

O MOTOR:

Os motores das e-Bikes foram desenhados para serem instalados de série, embora existam no mercado opções para “motorizar” a bicicleta mediante kits que integram a motorização nos cubos ou no pedaleiro. A potência máxima que pode desenvolver para ser considerado um modelo Pedelec não pode ultrapassar os 250 W. Mas há outros dados para diferenciar o comportamento de uns motores de outros, como o aporte de assistência pedalada. Este dado reflete-se na percentagem de assistência, isto é quanto mais se aumenta a potência que produzem as nossas pernas. Por exemplo, um modo de funcionamento que ofereça 190% significa que aumentará a potência que estamos a produzir nesse momento em 190%. Outro parâmetro que marca a diferença é o binário motor máximo (ou torque), medidBinário motor ou torque (Nm)o em Nm (Newton por metro)

Compre a 11 edição da nossa revista (+200páginas a 1 euro)

Terminologia:

Potência (W): De uma forma básica, podemos definir a potência como a capacidade que tem o motor para realizar um trabalho. É definida pelo binário motor (torque) que é capaz de desenvolver e a velocidade de rotação (rpm). Nos motores Pedelec, vem limitada a um máximo de 250 W. Isto quer dizer que um motor com um torque alto girará a menos rpm e vice-versa. A unidade de medida é o Watt (W). Para termos uma ideia, 1 W equivale a 0,00136 CV. Os nossos Pedelec desenvolvem 0,34 CV.

Binário motor ou torque (Nm): É a força gerada para mover um eixo. Ou seja, poderíamos defini-lo como a força lineal gerada multiplicada pela distância ao eixo. Este dado é fundamental para conhecer a potência. A sua unidade de medida é o Newton (força) por metro (distância).

Volts (V): Embora geralmente nos refiramos capacidade de armazenamento ou de consumo que têm as baterias, é importante saber a tensão elétrica total que possuem. Por norma, a das e-Bikes é de 36 V, embora possamos encontrá-las de 24 V e de até 48 V.

Amperes / hora (Ah): Outro dado que podemos observar nas baterias. Podemos defini-lo como o consumo ou o gasto da nossa bateria. É algo a ter em conta para definir a autonomia, embora não seja o único, já que entram em jogo fatores como o peso, a eficiência do motor, o modo de funcionamento, a orografia, etc.

Watts / hora (Wh): Atualmente qualquer fabricante mede a autonomia da sua bateria com este parâmetro, embora seja aproximado. Os Watts (W) representam a potência que fornece a bateria: resultado da multiplicação da potência possível a desenvolver (Volts) pela intensidade da dita corrente (Amperes). Os Wh serão a capacidade de entregar a dita potência durante um espaço determinado de tempo (hora)

Ref: José Escoto “ebikes: tudo o que necessita saber sobre as Mountain Bikes eletricas”, Bikes World PT n.29

Conheça a Nossa Revista Desporto&Esport
A versão total são 200 páginas, 100% conteúdo e sem publicidade

ou

x

Check Also

Sente fome frequentemente? Não consegue parar de pensar na próxima refeição? A culpa é deste alimento…

Facebook Twitter LinkedIn Reddit WhatsAppO sódio, elemento químico de origem mineral que ...

ESTAMOS NO FACEBOOK E NO TWITTER
Não perca nenhuma das nossas matérias
Tenha as nossas Revistas em pdf e conteúdo exclusivo